sexta-feira, maio 06, 2005

será que as pessoas lêem?

Que, em geral lêem pouco eu já sei. Mas será que lêem as mensagens que recebem do correio eletrônico até o fim?
comente!

Related Posts by Categories



Widget by Hoctro | Jack Book

9 comentários:

°•. Egui .•° © disse...

Oi Suzana... vc é mesmo uma figura, adorei sua chamada, tanto que vim até aqui, significa que li sua postagem. Francamente acho q depende um pouco do assunto, se te interessa, vc lê, se não, vc discarta... rs
Um abraço
Egui
Ponta Grossa

Anônimo disse...

Olá Suzana,

Quando estava lendo a sua mensagem li até o final como vc pode observar, sabe por que? È um assunto que muito interessa a todos nós professores o que fazer para obter a atenção dos nossos alunos? Qd estava lendo lembrei de um livro de Rubem Alves A alegria de ensinar.
Raquel _ Itapipoca CE

Anônimo disse...

Olá Suzana,

Quando estava lendo a sua mensagem li até o final como vc pode observar, sabe por que? È um assunto que muito interessa a todos nós professores o que fazer para obter a atenção dos nossos alunos? Qd estava lendo lembrei de um livro de Rubem Alves A alegria de ensinar.
Raquel _ Itapipoca CE

Alexandre disse...

Oi, Suzana
Um dos problemas pode estar no "estado de coisas", como citaste em tua mensagem. As primeiras experiências podem ser decepcionantes, mas a ação continuada trás frutos. Em nossos primeiros anos trabalhando projetos no NTE, parecia-nos que estávamos nadando contra a maré. Vertical, sem conclusões. Após anos de insistência, estudos, reavaliações, etc. , começamos a ter nossos primeiros resultados felizes. Uma boa idéia nem sempre pega na primeira tentativa.

Anônimo disse...

Bem Suzana, concordo em muito com você, como diz Mauricio Gibran: "Continuam agindo tradicionalmente com um discurso moderno". Felizmente, existem pessoas que não são assim rsss. Porque as pessoas que estão respondendo leram a sua mensagem até o fim (ou parte dessa). A gente vai lendo, pulando, entendendo.... o jovem faz assim não é mesmo? E vi que no final da sua mensagem tinha um belo "puxão de orelhas"..... Muito legal.
Obrigado pelo despertar que você instigou em mim e nos colegas.
Abraços
Renato
CRTE Campo Mourão

Su disse...

A idéia, Renato, não foi puxar orelhas, mas chamar atenção. Na rede, nossa atenção deve estar distribuída, também. Da mesma forma como está o conhecimento, os caminhos, as fontes,...
Se olhamos apenas nossos interesses e nossos umbigos não existe rede :)

Este espaço aqui é uma forma de agregar num momento as pessoas para que se conectem e formem uma rede e não uma dispersão de individualidades.

Su
Porto Alegre

Imaculada disse...

Oi Suzana,
Achei seus comentários tão procedentes que vou imprimir seu mail para levar à discussão com um grupo de professores de Padre Parapiso para os quais deverei dar uma ajuda no final do mês sobre como fazer blogs... Vc chamou à atenção pontos cruciais na hora de discutir porque não temos conseguido levar à contento o ofício de ensinar (e aprender).
Um abraço,
Imaculada

ledamaria disse...

Oi...
depende... lêem as msg q interessam a elas... se começarem a leitura, pelo título, e perceberem q o assunto não é de seu interesse... páram.

Beatriz disse...

Oi Su, acho que as coisas não são tão fáceis assim!! Concluir que as pessoas não lêem até o fim porque não se recebe resposta ao que se solicitou na mensagem me parece um pouco forçado em termos de inferência. A não ser que isso tb seja um provocador!!
A Leda aqui em cima resumiu tudo: se interessa e se achamos que precisa resposta ela parece senão não.
Alé, disso, comunidades muito solicitadas por diferentes discussões e ações, podem escolher algumas que queira intervir. Ai sim, te diria que a escolha é influenciada pelas ligações de trabalho e pensamento que já foram construidas com quem provoca e pelo grau de confiabilidade do que foi construído.
Um abração
Bea